O processo de transformação da Petrobras não tem volta. É dele que depende o futuro da empresa.

A indústria do petróleo no Brasil vive um novo momento, com mudanças em legislações e políticas públicas, buscando trazer mais competitividade e eficiência ao setor. É preciso se adaptar, como aconteceu após da Lei do Petróleo (nº 9.478/1997), que encerrou o monopólio da Petrobras. Naquele momento, evoluímos e nos tornamos líderes na produção de petróleo em águas profundas. Agora, vamos nos reinventar mais uma vez e sairemos mais fortes depois de mais uma transformação.

As áreas de refino e gás natural continuaram concentradas na Petrobras. Foi por isso que, em junho de 2019, a companhia e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) firmaram termos de compromissos para estimular a competição e crescimento dessas atividades no Brasil, por meio da venda de ativos e entrada de novas empresas. Somando a isso um contexto de mudança no mercado e evolução tecnológica acelerada, fica claro que o futuro da Petrobras depende de se adaptar novamente.

Ler mais

Transparência é muito importante para nós.
Por isso vamos deixar claros os novos caminhos da empresa. Confira.

botao/minimizar copy Created with Sketch.

Nosso processo de transformação envolve uma gestão ativa de portfólio que reduz o nosso endividamento enquanto prioriza nossas operações que geram mais valor. Por isso o foco no pré-sal, que deve receber a maior parte dos U$ 76 bilhões que a companhia planeja investir entre 2020 e 2024, um valor três vezes maior que os desinvestimentos previstos para o mesmo período.

Esse caminho reflete a trajetória que tornou a nossa empresa líder mundial na exploração de águas profundas, assim como detentora de uma capacidade técnica que a torna a empresa mais capacitada para extrair o máximo desses ativos, com uma estimativa de 3,5 milhões de barris de óleo equivalente por dia até 2024.

botao/minimizar copy Created with Sketch.

Estamos abrindo caminhos para um novo ciclo de investimentos no Brasil, mais competitivo e desafiador para todas as empresas do setor. O que significa que os desinvestimentos realizados não implicam em descontinuidade da atividade, mas sim que os empregos e oportunidades continuarão sendo disponibilizados pelas novas empresas. Isso porque seguimos uma rigorosa política de seleção de potenciais compradores para garantir que as companhias interessadas tenham capacidade técnica, financeira e operacional para dar continuidade ao negócio. O que construímos juntos vai continuar transformando o Brasil.

botao/minimizar copy Created with Sketch.

A gestão ativa de portfólio é um dos pilares do processo de mudança da Petrobras, garantindo que ela se aproprie de boas oportunidades de mercado, se aproximando dos seus objetivos estratégicos e gerando riquezas para acionistas, empregados, comunidades, clientes, fornecedores e parceiros. Tudo disso, sem deixar de lado seu papel de contribuir para a arrecadação de impostos e tributos, além de reduzir seu nível de endividamento.

Mantenha-se atualizado sobre nosso plano de gestão de portfólio